×

Quatro Razões para Ensinar a História da Igreja aos Adolescentes

Ensinar a história da igreja para muitos dos que dão aula aos adolescentes, não costuma ser uma prioridade importante. À primeira vista, essa negligência parece válida.

Mais de 90% das crianças de 8 anos para cima se deparam com pornografia na internet. Séries como 13 Reasons Why dominam a paisagem do entretenimento, e um número crescente de jovens adultos abandonam a igreja após o ensino médio. Parece que muitos tópicos e doutrinas são bem mais urgentes.

Mas é possível que exista uma falsa dicotomia entre “estudar a história da igreja” e “ensina[r] a criança no caminho em que deve andar” (Pv 22.6). O passado da igreja, longe de ser uma coleção congelada de datas, movimentos e nomes estranhos, representa um tesouro da sabedoria exaltada de Deus, que nos ajuda a navegar nas realidades culturais do presente.

Por Que Ensiná-los

Por isso, talvez agora, mais do que nunca, seja essencial para a família de Deus estudar a história da igreja. E os adolescentes não estão de modo algum isentos dessa necessidade.

Aqui estão quatro razões pelas quais pais, pastores, professores e líderes de jovens devem ensinar a história da igreja aos adolescentes.

1. Adolescentes cristãos fazem parte da igreja.

A história da igreja é deles também. Adolescentes são, antes de mais nada, seres humanos, embora em um estágio de vida marcado por oportunidades e desafios únicos. Eles possuem a imagem de Deus e precisam da graça salvadora de Jesus e da comunidade redentora e multi-geracional da igreja local. Adolescentes crentes têm a mesma participação no corpo de Cristo que os principais heróis da fé e, portanto, são igualmente responsáveis por continuar avançando o reino de Deus, no fundamento da igreja do passado, comprada pelo sangue de Cristo.

Em última análise, esta primeira razão estabelece as bases para todos os outros benefícios de ensinar a história da igreja aos adolescentes.

2. A história da igreja dá aos adolescentes uma perspectiva para viver corajosamente para Cristo.

O conceito contemporâneo de “adolescência” é transmitido muito mais pelas expectativas culturais do que pela revelação bíblica. Provérbios 20.29 afirma: “O ornato dos jovens é a sua força”. As páginas da história da igreja estão cheias de adolescentes que se apoiaram na verdade deste provérbio. Estudados cuidadosamente, estes exemplos dão visão e inspiração hoje para adolescentes se renderem a Cristo.

Alguns estudiosos crêem ser possível que adolescentes foram contados entre os discípulos de Jesus, o que, sendo verdade, mostra que eles são capazes de serviço missionário e de uma devoção profunda.

As resoluções de Jonathan Edwards (que ele começou a escrever aos 19 anos) enfatizam a capacidade do adolescente de disciplina e de busca pela santidade. Além disso, Charles Spurgeon começou a pregar em sua adolescência, demonstrando o importante impacto que adolescentes talentosos podem ter dentro do corpo de Cristo.

3. A história da igreja fornece exemplos que nos ajudam a percorrer culturas fracas.

Qualquer realidade cultural fraca que possamos experimentar no presente provavelmente foi reconhecida por aqueles que nos precederam. Exemplos do povo de Deus, ao longo dos tempos, são recursos inestimáveis para o discipulado, com particular utilidade para os adolescentes.

Por exemplo, Agostinho de Hipona assumiu uma nova relevância à luz da revolução sexual e do surgimento da “disfunção de gênero”, cujos efeitos se cruzam com a vida cotidiana dos adolescentes. Comumente considerado o teólogo mais influente na história da igreja, Agostinho teve uma longa história pessoal de pecado sexual. Sua conversão demonstra o perdão e a liberdade que são derivados da obra salvadora de Cristo. Sua jornada contínua em busca de pureza sexual e de crescimento na piedade ressaltam o poder do Espírito de superar nossos desejos naturais e de “mortificar os feitos do corpo” (Rm 8.13).

4. Adolescentes são os futuros líderes da igreja, e líderes precisam se envolver com a história da igreja.

Da tarefa premente de justiça racial e reconciliação, à pregação do evangelho aos mais de 7.000 grupos de pessoas não alcançadas no mundo, o ministério confiado à igreja é amplo demais para ser completado por apenas uma geração. Enquanto continuamos a orar pelo retorno de Cristo para fazer novas todas as coisas (Ap 21.5), fazemos bem em preparar cristãos mais jovens para cuidar da noiva de Cristo nos próximos anos.

Seja em casa, no local de trabalho, no púlpito ou entre os não-alcançados, os jovens membros do corpo de Cristo hoje, serão chamados amanhã para liderar o povo de Deus em Sua missão. Uma parte inestimável do desenvolvimento de qualquer líder, portanto, é extraída dos erros e triunfos do passado. Da batalha contínua de William Wilberforce para abolir o comércio britânico de escravos, até as estratégias missionárias cuidadosas de João Calvino, William Carey, Lottie Moon e Elisabeth Elliott, a história da igreja oferece um fundamento seguro sobre o qual devemos continuar a obra universal de Deus.

Como Ensiná-los

Então, como convencer os adolescentes de que uma das chaves para o futuro é estudar o passado? Aqui estão alguns modos práticos:

  • Considere usar exemplos da história da igreja como ilustrações das aulas. É lógico que a história não tem a mesma autoridade que a Escritura, mas seria sábio “conectar os pontos” sobre como a Palavra de Deus realizou seus propósitos ao longo dos tempos. 
  • Possibilite uma visão geral da história da igreja como uma oportunidade adicional de discipulado, ou como um caminho para o desenvolvimento de liderança. 
  • Desafie os estudantes a lerem uma biografia particular ou uma pesquisa histórica, e ofereça uma recompensa adequada para a conclusão de um estudo complementar escrito. 
  • Como igreja ou grupo de estudos, planeje um retiro de fim de semana para um lugar próximo, relacionado à história da igreja. Pesquise lugares como uma família que pode ser visitada nas férias, ou escolha um fim de semana com um destino de significância histórica. 
  • Anime-se: Você não precisa conhecer a história da igreja para conduzir sua família ou os alunos a estudá-la. Como grupo de estudos para jovens ou familiar, assista a filmes como “Jornada Pela Liberdade” ou leia uma biografia histórica adequada à idade deles. Você ficará surpreso com as discussões que se seguem, ao conhecerem juntos nosso rico patrimônio teológico e de missões.

Quando se trata de entregar a herança rica e poderosa do cristianismo, não podemos nos esquecer dos adolescentes. Afinal, a história da igreja é a história de como Deus está construindo Sua igreja, e esse conhecimento é vital para todos nós.

 

Traduzido por Aline Brandão

LOAD MORE
Loading