×

Quando Deus Está em Silêncio

Silêncio. Às vezes o que nos causa mais dor e confusão não é o que Deus nos diz, mas o fato de que, em meio à dificuldade, Ele parece simplesmente não dizer nada.

Alguma vez ficou Deus em silêncio na sua vida, enquanto você estava aguardando respostas?

Assim foi com Jó. Ele queria ouvir de Deus. Ele queria entender por que estava sofrendo. Ele queria que Deus limpasse seu nome. “Que me responda o Todo-Poderoso!”, invocou ele (Jó 31.35).

A Voz Vinda da Tempestade

Finalmente, depois de toda a luta e questionamentos, uma voz veio da tempestade; Deus falou.

Deus perguntou onde Jó estava quando Ele começou a obra da criação. O que Jó havia feito para chamar o universo à existência, para criar sua própria vida, ou para tornar possível a existência de seus bens, de seus filhos ou de sua saúde?

Poderíamos até esperar que Deus fosse responder a todos aqueles capítulos de perguntas de Jó e de seus amigos, que haviam sido totalmente eloquentes sobre Deus e como Ele age. Poderíamos pensar que Deus esclareceria todas as questões em seus detalhes.

Mas não foi o que Ele fez.

Ele respondeu às perguntas de Jó com Seu próprio bloco de perguntas (quatro capítulos delas) para lembrar a Jó de que ele estava questionando o Deus todo-poderoso.

Deus não se explicou. Ele não revelou Seu plano principal. Ao invés disso, Ele se revelou, e no meio de Sua esplêndida presença, as perguntas de Jó não foram respondidas, elas simplesmente desapareceram.

Então o Senhor disse a Jó: “Jó, você desafiou a mim, o Deus Todo-Poderoso. Vai desistir ou vai me dar uma resposta?”

Então Jó respondeu ao Senhor: “Eu não valho nada; que posso responder? Prefiro ficar calado. Já falei mais do que devia e agora não tenho nada para dizer.” (Jó 40.1–5 NTLH)

Aceitando o Mistério 

Em Sua resposta, Deus não explicou o significado do sofrimento ou como evitá-lo. O sofrimento é um mistério, e Jó passou a respeitar este mistério. Ele veio a entender que, por causa de seu conhecimento sobre Deus, ele poderia aceitar o que Deus enviasse, mesmo não entendendo.

O Senhor escolheu não revelar tudo a Jó. E Ele não nos revela tudo, também. A verdade é que Ele não tem de fazer isso. Ele é Deus! Ele é o Criador; nós somos criaturas. Deus não nos deve nenhuma explicação.

Mas e se Deus tivesse clarificado tudo? E se Ele tivesse explicado Seu plano completo, e o propósito dele, para o sofrimento de Jó? Temos a tendência de achar que se apenas soubéssemos o por que do nosso sofrimento, seríamos capazes de suportá-lo. Mas será que seríamos mesmo?

De toda forma, penso o seguinte: Mesmo se Deus listasse todas as razões pelas quais Ele permitiu que você perdesse alguém querido, desenvolvesse uma doença ou sofresse rejeição, ainda assim, não valeria a pena, do ponto de vista de nossa perspectiva limitada. Então, ao invés disso, Ele expande nossa perspectiva, dando-nos um vislumbre de Sua capacidade de controlar o universo, em contraste com nossa experiência e compreensão limitadas.

Jó não tinha ideia de que ele era um jogador em um confronto cósmico. Quando lemos esta antiga história, ficamos inteirados do acordo feito entre Deus e Satanás, mas Jó não tinha tal contexto para entender seu sofrimento. Ele não tinha idéia de que sua fidelidade num momento tão difícil teria tanta importância. Mas tinha.

Jó nos ensina que nossa resposta às provações importam, também. Como ele, frequentemente não conseguimos ver os propósitos ocultos de Deus. No entanto, podemos escolher ser fiéis e continuar caminhando em direção ao Senhor na escuridão.

Escolhendo Confiar, Mesmo no Escuro 

Nossa tarefa não é decifrar com exatidão como todas as peças da vida se encaixam e seus significados, mas manter-nos fiéis e obedientes a Deus, que conhece todos os mistérios. Este é o tipo de fé que agrada a Deus, uma fé que está determinada a confiar nEle mesmo quando Ele não responder a todas as perguntas, mesmo quando não ouvirmos nenhuma voz vinda do redemoinho.

Você está disposto a se aquietar e ouvir a voz de Deus falando consigo através de Sua Palavra, talvez não respondendo à pergunta “Por quê?” mas revelando o tão importante “Quem?” Pode descansar sabendo que existem mistérios que nunca iremos entender completamente nesta vida, e resistir à tentativa de explicar um Deus inexplicável?

Está disposto a confiar em Deus e continuar crendo que Ele tem um plano e um propósito, mesmo que o futuro pareça sombrio?

Este trecho é uma adaptação da nova edição americana do livro de Nancy Guthrie, Um Fio de Esperança: Quando o Sofrimento Torna a Crença em Deus Uma Decisão Diária (Mundo Cristão, edição brasileira de 2008). A nova edição americana inclui um estudo bíblico de oito semanas sobre o Livro de Jó.

Traduzido por Alessa Mesquita do Couto

LOAD MORE
Loading